Perguntas Frequentes
Você pode enviar suas perguntas através de nosso formulário de Contato. Basta clicar aqui.

O equilíbrio é vital para o metabolismo e a eficiência do seu cão ou gato. O alimento é formulado para ser a principal fonte nutricional e os índices dos ingredientes são essenciais para tornar a dieta completa e equilibrada. Se, por exemplo, um aminoácido essencial é baixo, pode-se adicionar outro ingrediente com níveis mais alto desse aminoácido essencial.

No entanto, muito de um determinado ingrediente pode ter um efeito adverso. Por exemplo, muita proteína e o excesso de fósforo podem exacerbar problemas renais. A necessidade de equilíbrio é a razão pela qual é necessário selecionar cuidadosamente ingredientes e encontrar o equilíbrio adequado para uma saúde ideal.

A maioria de nós já se sentiu da mesma forma que você. Achávamos muito complicado (e talvez até mais caro), mas realmente é muito fácil, parece muito mais simples agora. Muitos de nós achamos que a alimentação natural sai mais em conta que uma ração super premium também.

Sim, você pode sentir-se muito pressionada no início, especialmente quando se pensa em suplementos, quanto alimentar, ingredientes de carne a ossos, os vegetais que parecem não se enquadrar com tudo isso, mas, uma vez que finalmente relaxamos e entendemos isso, uma dieta equilibrada ao longo do tempo, a vida fica muito, muito mais fácil.

“Natural” significa que, de acordo com as diretrizes da FDA, os ingredientes na comida para animais de estimação não tiveram quaisquer alterações químicas feitas a elas.

O escore da condição corporal é um sistema para determinar o peso do seu animal de estimação. O sistema varia de baixo peso ao ideal para o excesso de peso, e é baseado em um exame visual e palpável do animal de estimação.

Isso significa que a formulação dos alimentos foi determinada para atender aos níveis de nutrição estabelecidos pelo AAFCO para alimentação de determinado animal, como cão ou gato especificamente.

Recomendações gerais de alimentação podem ser boas diretrizes, mas cada animal é único e se diferencia um dos outros dependendo seu estado de saúde, idade, nível de exercícios e etc. Avalie periodicamente as porções diárias de alimento com base na idade do seu animal de estimação, condição corporal e saúde geral. E não se esqueça de consultar seu veterinário.

Fique acima do animal de estimação e olhe para ele de cima para baixo. Passando a mão você deve sentir suas costelas, mas não vê-las. Tanto os cães como os gatos também devem ter uma boa costura na cintura. Se eles gordinhos, terão uma forma oval. Se tiver dúvidas verifique com o seu veterinário para ter certeza!

Sim. Os alimentos para filhotes são projetados para fornecer nutrição adequada para a fase de crescimento rápido, sem fornecer muitas calorias. Os perfis de nutrientes corretos são especialmente importantes para cachorros de raça grande, que podem desenvolver condições ósseas dolorosas quando crescem muito rapidamente.

Sim. Seu eles devem ter uma dieta adequada para esta fase de vida. Por exemplo, as dietas mais baixas em sódio são às vezes defendidas para cães com doença cardíaca, enquanto dietas que ajudam a controlar níveis de fósforo, cálcio e outros eletrólitos são administrados a cães com doença renal.

A água é essencial para eliminar toxinas, manter o equilíbrio do corpo, regular sua temperatura, transportar nutrientes e prevenir a desidratação. Os animais devem ter uma fonte de água de qualidade disponível em todos os momentos para acompanhar uma dieta saudável e equilibrada.

Não, a nutrição apropriada do animal de estimação não é apenas sobre quais ingredientes são usados; Trata-se do equilíbrio de nutrientes (carboidratos, proteínas, gorduras / óleos, minerais e vitaminas) na fórmula. Um excesso de nutrientes, bem como nutrientes insuficientes, podem ser prejudiciais para a saúde do seu animal de estimação.

Para se certificar de que a saúde do seu animal de estimação é mantida, deve haver quantidades e proporções adequadas de carboidratos, proteínas, gorduras / óleos, vitaminas e minerais na dieta.

Os carboidratos fornecem uma fonte de energia, fibra e nutrientes para o seu animal de estimação. Os grãos integrais são as melhores fontes de carboidratos, pois possuem níveis mais altos de fibras que mantêm seu cão cheio por mais tempo, mantêm os níveis de açúcar no sangue firmes e promovem a digestão.

O nome comum do tocoferol é vitamina E. A vitamina E é um antioxidante necessário para uma dieta equilibrada e ajuda a proteger as células contra os efeitos adversos dos radicais livres. Além disso, a vitamina E é importante para reprodução normal e função imune.

Alimentos que são rotulados como “completo e equilibrado”, conforme definido pela AAFCO, são aqueles que cumprem as diretrizes para garantir que atinjam determinados requisitos nutricionais. As garantias mínimas e máximas indicam as percentagens mínimas de proteína e gordura brutas e a porcentagem máxima de fibra e umidade brutas contidas no produto, por exemplo. 

Como uma forma concentrada de energia, a gordura fornece mais que o dobro da energia das proteínas ou carboidratos. A gordura também é necessária para absorção e utilização de vitaminas lipossolúveis (A, D, E e K). As gorduras fornecem ácidos graxos, que fornecem pele e pelagem saudáveis, bem como reduzem inflamações. 

Gorduras e óleos têm muitas funções importantes no corpo saudável do seu animal de estimação e tornam o alimento melhor. Os ácidos graxos promovem a saúde do coração e a função cerebral ideal.

As proteínas fornecem os blocos de construção básicos para o crescimento, manutenção e reparação de tecidos corporais. As proteínas de maior qualidade para uso em alimentos para cães e gatos provêm de uma variedade de fontes baseadas em animais, incluindo frango, cordeiro, peru, carne bovina, peixe e ovos.

Também conhecida como a Associação dos Funcionários Americanos de Controle de Alimentos, a AAFCO é uma organização privada que define e estabelece regulamentos para alimentos para animais de estimação e ingredientes para alimentos e estabelece padrões de adequação nutricional. 

A AAFCO não tem autoridade reguladora; o objetivo é proteger os consumidores, salvaguardando a saúde dos seres humanos e dos animais. A organização garante condições equitativas para os fabricantes nas indústrias de alimentos para animais de estimação e ração animal.

Algumas frutas e vegetais, comuns aos humanos, também são muito saudáveis e benéficos para os cães e gatos. Eles fornecem vitaminas e minerais essenciais que mantêm a saúde e previnem doenças. Esses ingredientes estão cada vez mais comuns à medida que os tutores se tornam mais conscientes dos seus benefícios.

Esta provavelmente é uma das maiores questões de saúde sobre uma dieta natural crua. A resposta é que a comida sempre está coberta com algum tipo de bactéria; Algumas boas e algumas ruins. No entanto, o estômago humano tem um nível de PH ácido de aproximadamente cinco a seis, e pequenos níveis de bactérias são destruídas o tempo todo.

O estômago canino tem um nível de PH de um a dois. Isso é dez mil vezes mais forte do que o estômago humano. A salmonela e outras cepas de bactérias raramente têm uma chance no estômago de um cão. O cão é desenvolvido para lidar com bactérias e o faz muito bem, o resto é apenas um cuidado sobre os problemas de saúde do cão que podem acontecer, mas, na realidade, são praticamente inexistentes.

Embora a preparação de porções para alimentar seu animal por uma ou duas semanas demore uma hora ou duas em um sábado, a alimentação diária consiste simplesmente em retirar uma porção congelada na noite anterior para que possa descongelar e alimentá-lo no dia seguinte. Isso dificilmente consome muito tempo.

Esta é uma das questões mais comuns. Na verdade, ossos cozidos que podem ser prejudiciais. Isso ocorre porque com o cozimento o tecido ósseo endurece, tornando mais fácil quebrar estilhaçar formando lascas afiadas que muitas vezes resultam em danos aos órgãos internos.

Os ossos crus geralmente são muito seguros para o seu cão comer e mastigar. Os ossos cozidos de qualquer tipo são sempre um não-não. Existem algumas precauções. Os grandes ossos de peso como os fêmures de carne podem ser tão difíceis para o animal lidar que alguns cães podem quebrar seus dentes sobre eles. Os ossos macios para esmagar e serem consumidos incluem pescoços e costas de frango, pescoços de peru, ossos de peito de porco, pescoço de cordeiro e carcaças de peixes. Não só eles são seguros para comer, mas eles são mais fáceis de digerir do que alimentos cozidos e seu cão vai limpar os dentes enquanto aprecia seu deleite. 

Quando você começar a fornecer ossos inteiros crus, preste atenção para ver como seu cão lida com eles. Tente alimentar ossos maiores para que seu cão seja forçado a mascar, ao invés de ser tentado a engolir-los completamente.

Esta é uma das melhores questões de saúde para perguntar. Apesar da pesada investida de propagandas que as bilionárias empresas de alimentos para cães e gatos retrataram nos últimos sessenta anos, o fato biológico é que o sistema de um carnívoro simplesmente não pode obter nutrição adequada de alimentos cozidos. 

No entanto, seja seco ou úmido, todas as empresas comerciais de alimentos para cães e gatos cozinham seus produtos a altíssimas temperaturas. Apesar das tentativas de encaixar ficção em fatos, o sistema de um animal não pode de repente divergir de milhões de anos de evolução para se adaptar a uma fonte de comida cozida em apenas sessenta anos.

Um dos principais motivos pelos quais os ingredientes da ração industrializada é cozida é porque geralmente contém grãos descartados, rejeitados, alimentos residuais de restaurantes, óleo de cozinha industrial já utilizado, rançado, descartes da indústria de alimentos processados para consumo humano, animais mortos, deficientes, doentes ou moribundos, hormônios, antibióticos, conservantes, fungos e bactérias. De alguma maneira, tais “ingredientes” têm que preparados para entrar em um pacote ou uma lata. Aí está parte do processo: Cozimento a altas temperaturas e forte pressão para esterilização.

Sim, um cachorro é verdadeiramente saudável ao comer alimentos frescos.

Este é um tema delicado e de muita controvérsia. Vamos considerar uma dieta especial para cães e gatos cujos os donos vegetarianos têm escrúpulos em alimentar com carne seus animais de estimação. 

E não são poucas as famílias vegetarianas, segundo reportagem do Jornal Hoje em Dia de 27/112016 (http://hoje.vc/14j9d), há no Brasil pelo menos 15 milhões de de vegetarianos e 44% destes lares com pelo menos um cão de estimação. Este tema é abordado em nosso livro Alimentação e Cuidados Naturais para Cães e Gatos. Mas, mesmo que isso não seja uma preocupação para você, é interessante ler, porque levanta questões importantes que afetam a todos.

A resposta é sim, você pode alimentar seu animal de estimação, cão ou gato, uma dieta vegetariana. O The Vegetarian Society of the United Kingdom (Sociedade Vegetariana do Reino Unido), fundada em 1847, a mais antiga organização vegetariana do mundo, por exemplo, relata que dietas sem carne são fornecidas com sucesso para ambos, para cães e gatos.  

Mas a coisa mais importante que você precisa lembrar, já que seu animal de estimação não vai receber carne, é alimentar proteínas de alta qualidade com as refeições, assim como você faz. Os aminoácidos na carne são nutrientes essenciais, e se você não está alimentando carne, seu animal de estimação receberá todos os aminoácidos necessários do tofu, grãos e feijão.

Alimentar com grãos é uma escolha pessoal, e funciona bem para muitos. Sugere-se que a proteína seja variada porque cada fonte de proteína que você escolhe tem uma corrente e concentração de aminoácidos diferentes. Também é altamente recomendável buscar grãos orgânicos, vegetais, ervas e alguns suplementos necessários. Os óleos também são um ingrediente essencial em uma dieta vegetariana.

Como com muitos outros itens alimentares, alimentar com carne de porco é puramente uma escolha pessoal. Mas sim, pode ser alimentado com segurança. Alguns cães se dão muito bem na carne de porco e outros não (fezes soltas).

Se você gostaria de alimentar com carne de porco, mas tem medo de possível triquinose, recomenda-se que a carne de porco seja congelada, por 3 semanas, para matar os flukes. A incidência de triquinose é realmente bastante mínima na maioria dos lugares agora (particularmente em carnes inspecionadas). 

Muitos alimentam com carne de porco fresca (pescoço de porco, sendo o favorito) sem quaisquer efeitos secundários. Esteja ciente sobre pescoços de porco defumados, pois são ligeiramente cozidos com o processo de fumar. Os pés de porcos também podem ser alimentados, mas são muito altos em gordura … algo que você pode querer evitar se o seu cachorro precisar perder uns quilinhos.

Tentamos aqui facilitar sua vida passando informações de diversas fontes seguras. Quando digo que a Coleção Pet Super Saudável reúne informações que dificilmente você encontrará em um único lugar é porque já passei por isso também.

Mas você pode fazer suas próprias pesquisas e tirar suas próprias conclusões também, claro. Uma pesquisa adequada pode levar várias semanas ou meses, dependendo do seu tempo e desejo de alimentar uma dieta mais natural e holística, mas sempre valerá a pena. Nunca se deve embarcar em mudanças de dieta tão drásticas sem fazer uma pesquisa adequada e necessária.

As primeiras alternativas que eu sugeriria são livros de dois autores que considero importantes e são a base do que considero ideal. Uma é a Dra. Karem Becker e seu livro “Real Food for Health Dogs and Cats: Simple Homemade Food” (Alimentos reais para a saúde de Cães e gatos: comida caseira simples), seu livro cobre conceitos básicos de uma dieta caseira de carnes e vegetais para cães e gatos com base em sua dieta ancestral.

Outro livro é o do Dr. Richard Pitcairn, “Complete Guide to Natural Health for Dogs and Cats” (Guia completo de saúde natural para cães e gatos) um best-seller já em sua 4a edição. Por mais de 30 anos ele foi o recurso para os amantes de animais de estimação. Este livro discute, além da alimentação natural, problemas de comportamento, questões ambientais, sociais e muitas outras informações que contribuem para a saúde e bem-estar de cães e gatos, e também do meio ambiente a sua volta.

Há muitos outros bons livros que valem a pena, um deles é a dieta do Dr. Billinghurt. O livro traz informações do que é nutricionalmente saudável e nutricionalmente adequado para cães. Isso significa – além de conter informações sobre os nutrientes que “devem estar presentes” nos alimentos para animais de estimação, ela também contém informações sobre muitos outros nutrientes essenciais encontrados apenas em alimentos em natura, presentes na sua forma biologicamente disponível. Em outras palavras, ele passa uma dieta que ultrapassa os padrões estabelecidos para os alimentos processados (rações) para animais de estimação.

Outra alternativa interessante é o livro “Life´s Abundance” (Vida em abundância), ele traz todos os alimentos naturais e holísticos para cães e gatos , todos feitos ingredientes 100% naturais de grau humano.  Life´s Abundance traz também uma linha completa de todos os produtos naturais de cuidados para animais de estimação, suplementos caninos e felinos.

Você sempre tem uma escolha … é importante certificar-se, sempre que mudar a dieta do seu animal de estimação, de adicionar muitas enzimas digestivas e probióticos diariamente, para assegurar uma transição suave para o novo alimento. Os probióticos devem ser continuados diariamente, mesmo após a transição, para assegurar um suprimento constante de bactérias benéficas no trato digestivo.

Copyright © 2018 Pet Super Saudável